Queda de cabelo pós-parto - Fabiana Caraciolo

Queda de cabelo pós-parto

Queda de cabelo pós-parto é uma queixa de muitas mulheres.

Durante a gravidez, todo o corpo da mulher sofre grandes transformações, e os cabelos não fogem a esta regra. A grande quantidade de hormônios prolonga a fase de crescimento dos cabelos, e, dessa forma, menos cabelos irão cair. Por isso, geralmente as mulheres percebem o cabelo mais volumoso e longo quando estão grávidas.

Após o parto, os níveis de hormônios vão retornando ao normal e, consequentemente, os cabelos que estavam sendo mantidos na fase de crescimento pelos hormônios vão seguir para as fases seguintes do ciclo. A fase de preparação para a queda (fase telógena) dura em torno de 3 meses, por isso, é em torno do terceiro mês após o parto que a mulher começa a perceber uma queda de cabelo acentuada. 

 

A este tipo de queda de cabelo chamamos de eflúvio telógeno pós-parto e é um processo natural,  fisiológico, onde há uma troca dos fios, que ocorre normalmente a cada 3 meses, mas que foi retardada devido à gravidez. Ou seja, o organismo reteve mais cabelo na gestação e, alguns meses após o parto, haverá uma troca destes fios. 

O eflúvio pós-parto, portanto, não é causado pela anestesia utilizada no parto ou pela amamentação. A mulher pode e deve amamentar o seu filho normalmente. E como é um processo fisiológico, não existe uma forma de preveni-lo. Também não é necessário um tratamento específico pois a queda de cabelo volta ao seu normal após 3 a 6 meses. 

Já nos casos em que a queda de cabelo pós-parto é muito intensa ocasionando falhas no couro cabeludo ou naqueles em que a queda não volta ao normal após 6 meses do seu início, é recomendada a avaliação com um dermatologista para que sejam investigadas outras causas de queda de cabelo inclusive através de exames específicos. 

Caso tenha interesse em agendar uma consulta, entre em contato conosco clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *