Minoxidil oral - Fabiana Caraciolo

Minoxidil oral

O minoxidil oral começou a ser utilizado, no final da década de 70, para tratamento da hipertensão arterial. Começou-se a perceber, no entanto, que alguns pacientes que o utilizavam apresentavam um aumento de crescimento de pelos no corpo e couro cabeludo. Diante disto, resolveu-se avaliar se o mesmo acontecia com seu uso tópico; e o resultado foi positivo.

O uso tópico do minoxidil buscava evitar os efeitos colaterais indesejados do minoxidil oral em dose pra pressão alta em pessoas com pressão normal: abaixamento da pressão levando à tontura, retenção de líquido, entre outros.

Desde o final da década de 80, o minoxidil vem então sendo utilizado pela via tópica, ou seja, diretamente no couro cabeludo, para calvície e outras alopecias. Porém, alguns pacientes apresentam irritação com o uso tópico do minoxidil ou não se adaptam à sua cosmética no couro cabeludo.

Essas e outras queixas levaram o dermatologista australiano Rodney Sinclair, há mais de 10 anos atrás,  a começar estudos do uso de baixas dose de minoxidil oral para queda de cabelo. Sinclair publicou, nos últimos 2 anos, 2 estudos sobre a utilização de minoxidil oral para queda capilar, e um destes estudos incluiu 100 mulheres com calvície. Destas, a maioria experimentou melhora da queda de cabelo e da densidade capilar após 6 meses de tratamento. Os efeitos colaterais observados foram:  aumento de pelos na face (4), urticária(2), hipotensão postural (2).

Minoxidil oral em baixas doses para calvície feminina

 

Minoxidil oral para eflúvio telógeno crônico primário

Ainda não foram publicados estudos comparando a eficácia do minoxidil oral ao tópico, e está ainda para ser publicado, nos próximos meses, um novo estudo do Sinclair do minoxidil oral para calvície.  Além disso, como vimos, o uso por via oral pode levar a efeitos colaterais importantes. Ademais, a dose utilizada para cabelo é bem inferior à apresentação disponível nas farmácias. Por tudo isso, nunca se automedique seja com minoxidil ou outra medicação. O seu médico é que lhe indicará o melhor tratamento pro seu caso, pesando riscos e benefícios.

Quer saber mais sobre minoxidil? Clique aqui.

Para agendamento de consulta, clique aqui. 

Para saber mais sobre queda de cabelo, clique aqui. 

 

2 Comentários

  1. ERICA OLIVEIRA disse:

    Bom Dia!

    Sofro de eflúvio telógeno crônico há muitos anos, e tenho pesquisado sobre o minoxidil oral. Porém não consigo comprá-lo em minha cidade. Saberia informar como adquirir. Tenho enorme interesse em testá-lo.

    Desde já obrigada

    • Dra. Fabiana Caraciolo Tricologista disse:

      Olá, Érica! O minoxidil oral para queda de cabelo deve ser prescrito por dermatologista após avaliação criteriosa, e esta lhe indicará as farmácias de sua confiança que o manipulam. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *